Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Na correria da vida

É engraçado como o tempo voa. Quando ouvia a minha avó dizer isto achava que era uma tontice isto de ligar ao tempo...o tempo que passa, os miúdos que crescem e nós vamos literalmente vendo que passa muito rápido. Pensar que tenho já um filho com 21 anos é de enlouquecer, é que não me sinto na prática mãe de um homem com 21 anos - para nós são sempre miúdos! Só que não. O meu bebé, já tem 8, e por aí adiante. Tudo isto é sublinhado quando vejo os anos que este blog já tem...o tempo voa!
Mensagens recentes
Novo ano lectivo, para eles e para mim! Cometi a loucura de me inscrever no curso que deixei incompleto há uns anos, de volta à faculdade e a reaprender a estudar.
Para isto é preciso ainda mais organização, ontem dediquei-me a adiantar refeições com a ajuda das meninas: duas pizzas - para todos os gostos- sopa de tomate, bolo de chocolate, e uma quiche para aproveitar sobras de carne e umas espetadas de frango no forno. Resultado final as miúdas adoraram participar . Terminamos as nossas tarefas com um banho de beleza como elas gostam de dizer.

Já no carro, hoje de manhã:
- Mãe lembras-te se ontem arrumei o meu caderno e o estojo na mochila?
- Lembro- respondi.
- Ainda bem! Obrigada por te lembrares, mãe!
:)


Há 15 anos atrás por estas horas fui buscar o meu vestido de noiva e os sapatos.
Entrei na florista para ir buscar o meu bouquet e a florista não conseguiu as tulipas para me fazer o ramo de noiva - eu acho mesmo que ela se esqueceu.
Comprei eu tulipas avulso e fiz eu o ramos com tule e ficou maravilhoso.

Não dormi bem, não estava nervosa, mas a minha avó que dormiu comigo e com a minha mãe, as três na sala, passou a noite a dizer tontices e passámos a noite a rir, às 7 da manhã fomos para o cabeleireiro, estava um frio cortante mas um sol lindo! Tal como hoje.

15 anos que passaram a correr!

Tomar banho sozinha...

Os filhos mudam-nos.
Transformaram-me em mãe. Dizem que sou mãe galinha, se calhar sou, admito, mas nao sei ser de outra forma.
Uma das coisas de deixei de fazer foi : tomar banho sozinha.
Quando eram pequenos, levava-os na espreguiçadeira para a porta da casa de banho para ir falando com eles enquanto tomava banho. Eles cresceram e - bom isto não se aplica ao de 20 anos, ok - agora quando percebem que estou a tomar banho há sempre assuntos para falar com a mãe, ou uma historia para contar, ou um livro para mostrar, ou uma musica para cantar - e isto é bom. Tão bom que ontem dei por mim a perguntar quem ía comigo tomar banho - LOL
Os miúdos e os telemóvei/internet/redes socias.

Não sei como será nas outras casas, mas suponho que não seja fácil.
O raio dos telemóveis vieram desumanizar.
Se por um lado estamos mais conectados e à distância de um toque, por outro faz com que as pessoas se afastem emocionalmente...
Já não se vêm troca de olhares, sorrisos, cumplicidades.
As redes socias são uma montra de vidas perfeitas...ou de desgraças.
Quem lê, como disse e bem o Dr. Oz fica "triste" por não ter uma vida tão perfeita como aquelas que lêem...e isto é uma bola de neve sem fim.
Esforço-me por fazer com que os meus filhos ao chegar a casa poisem os telemóveis, não é fácil porque eles tentam sempre e sorrateiramente chegar ao tm...
E sinto-me um bocadinho ave rara ao fazê-lo porque os comentários são sempre os mesmos: o meu amigo pode, o meu amigo tem e o meu amigo faz...
Digo com frequência que nao sou a mãe dos amigos, e claro que ficam de cara fechada comigo, ainda assim não levam a melhor.
O tempo que p…
Há tanto tempo que nao escrevo aqui!

Mas quero retomar, porque este é um registo que gosto para os pensamentos e opiniões.

Quase a retomar o inicio do novo ano lectivo há muito para fazer, organizar espaços e roupas, muita reciclagem e preparar o mais possível para que as rotinas voltem.

Por agora ainda se deitam tarde, querem ver filmes, acordam tarde e querem saltar o pequeno almoço ( só que não).
Já começaram os convites e as festas de aniversários e os convites para irem a casa dos amigos...agendo social em acção.
Estão e crescer e é o que se quer!