terça-feira, setembro 30, 2014

Ter um filho adolescente # 1

Ter um filho adolescente é: Ao jantar ele diz - Gosto mesmo dela, mãe! E é como eu queria, tem óculos e usa aparelho! (Já a minha avó dizia - quem feio ama, bonito lhe parece - mas neste caso, a minha "nora" é gira que se farta! Não é que o meu adolescente me mostrou a foto dela!)

sexta-feira, setembro 26, 2014

Graças a Deus o fim de semana está quase aí!!!!Estamos todos a precisar.

quinta-feira, setembro 25, 2014

Saudades...

Ontem ao jantar a Margarida agarrou-se a mim e os olhos dela estavam cheios de lágrimas, e o queixinho a tremer - perguntei o que se passava. - Na escola tenho muitas saudades tuas! (Eu expliquei que também tenho saudades dela e dos manos e do pai durante o dia, mas é assim mesmo, porque quando chegamos a cada MATAMOS as saudades - e eu disse mesmo alto - MATAMOS - e a coisa acalmou e começaram a rir - mas isto não está a ser tõ pacifico quanto eu desejaria, não.)

terça-feira, setembro 23, 2014

escola / xixis na cama

Desde o inicio do ano lectivo que os xixis na cama regressaram - isto em relação ao Tomás. Como se não bastasse, a Margarida agora também faz o seu xixi e acorda a dizer - Mãe fiz xixi na cama! E lá andamos nós de madrugada a dar banhos e mudar lençois. Espero que isto acalme.

terça-feira, setembro 16, 2014

Inicio do novo ano lectivo

Todos mudaram de escola, de professores e de colegas. A Margarida começou bem, mas, ao terceiro dia agarrou-se ao meu pescoço e chorou baixinho, dizia -"Mãe, quero ficar contigo." O Tomás vimo-lo ontem atravéz do vidro da porta(sem que ele nos visse) agarrado à professora a chorar. Hoje gritou muito, agarrado a mim, a professora veio buscá-lo e levou-o mesmo aos gritos - parecia cena de filme - eu fiquei na escada a olhar sem saber o que fazer. A professora fez-me sinal para nao ir... ele agarrou-se ás ombreiras da porta para não entrar na sala a gritar - QUERO A MÃEEEEEEE! A professora ligou-me um pouco depois a dizer que ele estava mais calmo. A Madalena ontem também chorou, transpirou, ficou nervosa de tal forma que se enroscava em mim e pediu-me para a levar para casa... O Eduardo logo pela manhã acordou sozinho, sem despertador preparou-se e disse -" ATÉ LOOOGOOOOO!" e saiu. Estou de coração apertado, e com muita vontade de os ir buscar...mas temos horários a cumprir...

quinta-feira, setembro 11, 2014

Coisas de uma familia numerosa # 1

Ontem estavam particularmente barulhentos. Implicaram uns com os outros, gritaram, fizeram birras, enfim. Depois dos banhos costumam acalmar mas o que antes do banho era uma birra e implicância constante, depois do banho ficaram tolos e so riam de tudo e de nada. Depois de jantar estava eu, o Eduardo e a Madalena a levantar a mesa e a arrumar a cozinha quando olho para a bancada e estava uma "Dica da semana" com uma banana descascada e com uma trinca, em cima do jornal. - O que está a fazer uma banana em cima do jornal na bancada da cozinha? - perguntei eu para o geral. - Está a ler! - (resposta que deu origem a mais umas quantas gargalhadas!) Resumindo, a banana foi para o lixo e o jornal para reciclar - ninguém se acusou em relação à banana!

quarta-feira, setembro 10, 2014

Este miudo giro vai ingressar no 1º ano. O tempo voou, mas quem tem filhos vê-se amiude com esta realidade: a passagem estonteante do tempo. De um ano para o outro as roupas encolhem e os sapatos diminuem de tamanho. As palavras surgem mais cuidadas e começam a ser bem ditas ( gostava tanto do "sastionar" que agora já é estacionar). As tarefes que lhe incumbi estão a ser feitas na perfeição. Está a crescer! Sexta-feira vai iniciar uma nova fase - 1º Ano - está ansioso!

segunda-feira, setembro 08, 2014

Cozinhar

Cozinhar nunca foi o meu forte. Para além de nao gostar muito - estou sempre a lavar as mãos porque nao gosto as a ter sujas- deve ser paranóia - so faço coisas básicas e nao gosto de abusar nos temperos de modos que amiude há reclamações que o meu arroz tem pouco sal (já é bom , porque há uns anos atrás o meu arroz era tipo argamaça), ou que a carne nao tem muito sabor...enfim! Ainda assim tenho-me esforçado para melhor, já uso ervas aromáticas e aos poucos vou melhorando, mas, Bacalhau à brás, massada de peixe e mais uns quantos pratos o meu marido diz que prefere comer na minha mãe quando lá vamos...ok , seja!:)

quinta-feira, setembro 04, 2014

...

Hoje li com o coração apertado, e as lágrimas a cair, sobre a morte de uma Princesa Guerreira - Leonor - uma menina de 5 anos. Não sei quem era. Não lhe conheci o toque, o cheiro, o som das gargalhadas, mas chorei e pedi a Deus por ela, sim mas acima de tudo pelos pais. Não sei como irão conseguir ultrapassar. Não sei sequer se alguém consegue ultrapassar. Por isso espero que tenham fé em Deus, porque essa é de certeza a melhor maneira... A Leonor é um anjo de Deus, uma estrela no céu. Uma Princesa Guerreira. Em Abril, um amigo do meu filho de nome Tiago, também partiu, com a mesma doença. Não há palavras. Por muito que queiramos não temos palavras, eu não tenho. Mas tenho que dizer que tenho um sobrinho de coração, que lutou 3 anos. Três longos anos.Uma luta que lhe deixou marcas ferozes no corpo, que me mostra com orgulho e diz-me de coração cheio de orgulho - " Olhe aqui Tia!" - e levanta a camisola e tem umas costas marcadas pela luta intensa que travou. Não tenho palavras para definir a mãe dele e minha amiga, uma MULHER.Que sempre sorriu.O sorriso dela podia ser triste mas nunca o perdeu. E algumas vezes desabafou comigo, as mortes que via passarem-lhe na frente, meninos, e meninas....isto muda qualquer ser humano. O meu sobrinho de coração está bem. Já tem cabelo. Já engordou. E está bem. É o melhor amigo do meu filho mais velho. Hoje choro pela Princesa Guerreira que eu nem conhecia, mas também por tantos outros meninos... E mais do que nunca apetece-me chegar a casa e abraçar os meus filhos e o meu sobrinho de coração, até os sufocar! São estas coisas que nos deixam um nó na garganta, e nos fazem um medo atroz, que nos fazem pensar nas nossas prioridades...

quarta-feira, setembro 03, 2014

Desde que cheguei de férias...

Limpei, arrumei e voltei a limpar.Voltamos a usar as toalhas de praia e biquinis - espero agora poder lavá-los e arrumá-los. Comprei mochilas e cadernos e canetas e lápis, e mais canetas e mais lápis e lápis de cera. Escrevi nomes. Etiquetei. Vi o brilho nos olhos deles.Senti ansiedades, e mais um abraço e mais um beijinho. Chorei. Emocionei-me.Dei muito mimo. Dei colo. Fui disputada por eles - que ao fim do dia anseiam colos e mimos.Falei. Dei conselhos. Dei explicações e justificações - o mais velho começa a querer sair à noite (medo).Senti inseguranças e seguranças.Embora já estejam na escola as aulas só começam na próxima semana,mas já estão adaptados, graças a Deus! É o inicio de mais um ano lectivo e de novas rotinas.:) Apesar de barulhentos, sinto-os mais crescidos, as férias também servem para os fazer crescer. Ontem incumbi mais duas tarefas ao Tomás e à Madalena - a seguir ao banho um arruma os sapatos e o outro põe a roupa no cesto da roupa suja - vamos ver como corre!