quinta-feira, junho 17, 2010

Puro...


toca o telefone "Amor" atendo.
-tudo bem?
-Sim. Almoçamos? Tens que vir ter comigo ao Rossio.
- Hum...ao Rossio...pois.
- Não te apetece?
- Não é isso, é que depois posso nao conseguir chegara horas.
-Pronto então fica aí, também nao convém que andes a correr.
- Mas eu gostava de almoçar contigo.
- Pois eu também.
-Mas...
-Pronto deixa fica por aí que eu também como aqui qualquer coisa...
-ok...bj
-Então não queres vir ter comigo, não é?
- Ok eu vou...daqui a 15 minutos estou aí...
(e quando o vi à minha espera ainda senti, como dantes, borboletas no estomâgo...)

8 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

É o amor :))

mãeee disse...

sentir borboletas é bom!
virem ao nosso encontro para tornar o nosso dia mais confortável é uma atitude adorável!
A tua pequena Margarida até deve ter tido um ataque de cócegas com as borboletas a voar á volta dela :

beijos linda

Mãe(q.b.) disse...

:) já devias saber q qd eles dizem "pronto deixa" é o mesmo que dizer "opá vem lá" só n tem é a coragem de dizê-lo LOLOL

jocas

Madame Pirulitos disse...

Estava a ler o comentário da mãe(q.b). :) Acho que as mulheres é que são mais assim, menos directas. E depois estamos sempre à espera que eles percebam tudo, por meias palavras e achamos que isso é que é o amor. Mais um mito.

Mas, de qualquer forma, o amor é lindo e as borboletas na barriga sabem sempre tãããõ bem.

beijossss

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Vai ao meu blog ;)

Algures no Oeste disse...

Quando se ama, é assim mesmo, as borboletas continuam no estômago para todo o sempre e ainda bem que assim é :))
Beijinhos!

carmo pinto disse...

que romantico
jitos

Nós... disse...

É tão bom o amor...

Beijinhos nossos