quarta-feira, julho 30, 2008

Sou mãe...e adoro!



Tinha apenas 23 anos a 1ª vez que fui mãe! Não tive medo nem me sentia insegura, encarei que esta seria uma nova etapa na minha vida para sempre!

Bebia dele todos os sons, os movimentos, os traços!A primeira noite, só nos dois, ele tão pequenino e eu tão preenchida de um amor que pela primeira vez estava a sentir! Viajei no tempo, num tempo futuro, no seu primeiro dia de aulas ...caí em mim e percebi que ainda faltava muito muito tempo!

Afinal nao foi assim tanto tempo agora que já passaram 10 anos!

Achei que nao ía conseguir voltar a gostar assim de outro filho, aquele amor que nos enche e preenche o coração, que nos dá vida e nos faz sorrir!

Quando fiquei gravida do 2º filho fui inundada por um amor infinito, como se de outro primeiro filho se tratasse!Perdi esse bebe apos uma semana de êxtase!Chorei muito e mal eu sabia que ainda ía passar pelo menos mais 3 vezes pelo mesmo! Estes bebes que eu perdi dentro de mim deixaram-me uma marca na alma que nunca ninguém vai conseguir apagar!Gemi de dor como se de um animal ferido se tratasse...nao pela dor fisica, mas pela dor de coração! De cabeça erguida nunca desisti! Tive aqui amigas que me serviram de apoio, de muito apoio...especialmente a rakel e a ana luisa com quem tantas vezes desabafei no msn.

Quando soube da gravidez da Madalena foi um misto de alegria e medo!Muito medo!Acho que so descansei quando ela nasceu...nunca se descansa e quem é mãe sabe do que falo!

Olhei-a e senti-lhe o cheiro, os gestos os movimentos, o respirar ...vagueei no tempo, para a ter nos braços valeu a pena tudo o que eu tinha passado!

Estava a viver um sonho e sem eu pensar ser assim tão abençoada, outro sonho vinha a caminho!

Dentro de mim estava o Tomás e eu já o conhecia tão bem!Uma cumplicidade entre nós inexplicável! Quando nasceu e enquanto me obrigaram a "descansar" ouvi um bebe a chorar e pedi á enfermeira que fosse ver porque o meu bebe estava a chorar, ela respondeu prontamente que eu nao sabia se era o meu porque estavam lá mais bebes! Eu pedi para confirmar porque eu sabia que era o meu! Ela foi verificar, mas estou convencida que era para me dizer que nao era o meu...mas era ...quando veio ter comigo com ele nos braços disse-me que era incrivel como é que eu tinha conseguido identificá-lo quase acabado de nascer!

Não tenho pretensões de ser melhor que ninguém. Sei que sou boa mãe e que isso me preenche! É verdade que não confio em ninguém para deixar os meus filhos e por isso onde vou eles vão comigo, vão connosco, até ao supermercado!Eles portam-se bem e eu faço as compras mais descansada! Ninguém nunca os vai amar ou tratar como eu...os vai compreender ou desculpar como eu...ler-lhes os olhos e sentir-lhes a alma...

Gosto de os ter perto, ouvir-lhes os sons, as brincadeiras, os gritos...ler-lhes as entrelinhas dos pensamentos e adivinhar-lhes os desejos!

Abraçá-los e sentir o quente do seu corpo a aninharem-se em mim!Os beijos cheios de baba que me molham a cara são doces como o mais doce dos chocolates!

Ouvi-los chamarem-me "Mãeeeeeee" e saber que sou um porto de abrigo para os momentos bons e para os momentos menos bons...para sempre!!!!!Sou mãe e todos os dias agradeço por isso!

11 comentários:

Eu disse...

gostei tanto deste post!
:)

Mamã Pirata disse...

Minha querida n sabia que tinhas passado por momentos tao dificeis.Mas DEUS compensou-te ao te abençoar com 3 anjinhos com quem partilhas a teu amor de Mãe.

Adorei ler-te,ver o amor que existe numa Mãe é mágico e mto reconfortante.

Bem hajas.

Luna disse...

ele post tranborda de amor, tu nasceste ser mãe
bjinhos
Luna

maedoskiduxos disse...

beijinho miga...
Tenho saudades do tempo em que tinha tanto tempo para te ouvir.
Mesmo mais ocupada, sabes que podes sempre contar com o meu ombro amigo e ouvidos atentos.
Quando somos mâes por vocação, como é o teu caso, e tb o meu, é este sentimento que descreves que nos invade.

Sónia e MI disse...

Que post comovente, adorei, linda, adorei!

Mãe dos Baguinhos disse...

Que lindo post... como te entendo :)

Beijo grande

A mamã disse...

que lindo Carla
Adorei !!!
bjs
paula

gralha disse...

Eu também :)

Ainda bem que ainda somos muitas assim!

beijinhos e bom fim-de-semana

O nosso dia-a-dia disse...

algumas das tuas palavras senti como se fossem minhas...é maravilhoso ser mãe...
está muito bonito o post...bjs

Cláudia, a mamã da Daniela e do Duarte disse...

Adorei o teu post!
Sinto o mesmo pelos meus pimpolhos... e sofri tanto com o aborto espontaneo que tive, que de início, em cada uma das gravidezes, nunca descansei bem!
um aborto marca-nos para toda a vida!

Alice disse...

Parabéns por este lindo post..eu tb qd tive o 2º filho (a minha menina) julgava que não o podia amar tanto como o primeiro (o meu menino) porque já era um amor tão grande...tão grande...mas é como tu dizes é uma amor como se fosse o 1º filho. Eu costumo dizer que ser mãe doi (nunca mais temos descanso, com os nossos receios e a querer tudo de bom para eles) mas...é o melhor que a vida me deu!!!! Bjs