sexta-feira, julho 02, 2010

Há momentos de tudo...

há quem já me tivesse dito que, pelo que escrevo no blog, tudo é muito "cor de rosa" e que somos assim a modos que uma familia perfeita...
Bom, somos uma familia.
E como todas as familias temos momentos muito bons, bons, assim-assim, e menos bons.
Tudo o que escrevo é verdade, esses são os momentos bons e assim assim e os muitos bons, alguns escrevo outros guardo-os para mim...os momentos menos bons ...enfim tento aprender com eles.
Não se iludam, lá por casa tem há discussões. Também dizemos coisas menos bonitas, também magoamos e somos magoados (com palavras, claro)...e claro que isso também faz parte e faz uma relação crescer, evoluir e alicerçar-se mais um pouco.
Mas também há conversas longas de pontos nos iis, abraços e beijos de fazer as pazes, que a bem dizer, sabe sempre bem.
E há borboletas no estômago e muito amor...
As discussões a mim dão-me para a lágrima...fico triste e por muito que tente passar por cima, fico vazia e triste...só volto a mim depois das pazes feitas...sou assim, e ele sabe como sou.
Ele é mais "forte" nao mostra...fica ali impávido e sereno, mas roídinho.
Gosto quando depois me diz uma piada fácil para me tirar do sério, no bom sentido e eu nao evito e começo a rir e vem um abraço que sabe tão bem.

E adoro quando faz palhaçadas para os filhos rirem, ou quando se vê uma cumplicidade entre ele e o mais velho, dos jogos de playstation que fazem até tarde, das conversas entre eles, dos abraços que dão...
Da forma embevecida que olha para a filha, como se o tempo lhe passasse por entre os dedos e ele o quissesse parar...e como diz - filha estás tão crescida!
Da forma como olha para o Tomás e tem orgulho da sua reguilice, e de como adora as gargalhadas...
Mas também de como se zanga quando o mais velho faz asneiras (e têm sido algumas), de como ralha com a princesa porque ela faz uma birra, ou como senta o Tomás de "castigo" quando ele se atira para o chão ou bate na irmã.
Gosto de o sentir calmo à sexta feira , quando já descomprimiu do trabalho e começo a senti-lo relaxado para o fim de semana.
Gosto quando me abraça sem ser a pedido, ou me faz um mimo.
Sinto-lhe a falta quando o sinto demasiado calado, pensativo, com muito trabalho.
Mas sei que está ali para mim, da mesma forma que ele sabe que estou aqui para ele, sempre.
Esta é a nossa familia, a familia que construímos, com gargalhadas, canções, palmas, sorrisos, mimos, abraços, conversas, danças, sossegos, silêncios e também algumas lágrimas...há momentos de tudo.
Espero que andemos sempre de mão dada, mesmo nos momentos em que estamos "de costas" que os nossos corações se mantenham unidos, e espero que um dia já velhinhos :) continuemos a dar as mãos e que os nossos filhos tenham a nossa familia como alicerce para a familia que hão cosntruir, onde o amor, a compreensão, o carinho, o perdão, a paz e a harmonia são a base de tudo.

Bom fim de semana.

12 comentários:

Tixa disse...

:) Palavras para quê?

O teu depoimento é lindo!

Beijinhos e bom fim de semana.

Mãe Gabi disse...

Lindas palavras, escritas com amor, sinceridade e acima de tudo puras e verdadeiras!

Mãe Inês disse...

A isso se chama família :-)
Muito bonito!

Eu disse...

que bonito! gostei! e consegui "ver-me" em algumas situações.
Bjs e bom fds

Madame Pirulitos disse...

Sim Carla, é exactamente o que eu acho. Uma família perfeita não é aquela em que nunca se discute (e sim, há famílias em que NUNCA se discute mas é por um medo implícito, inconsciente muitas vezes, de que se se discutir tudo rebenta)mas aquela que vai gerindo os vários momentos, as várias facetas e, claro, aquela em que os aspectos positivos continuam a superar em muito os negativos.

Eu discuto, discuto muito. Costumo dizer que deve ser do meu sangue italiano. Mas também sei fazer as pazes, sei compreender e cada vez mais sei aceitar.

Gostei imenso do que aqui li.

Beijo grande

aka pink disse...

É uma família. É assim que é e tem de ser, não acredito na perfeição, mas sim no aperfeiçoamento. :) Gostei de te ler ;)

Algures no Oeste disse...

Claro que sim, são lindas as tuas palavras, há um tempo para tudo... Tudo faz parte da vida :))
Como se costuma dizer "casa que não é ralhada, é casa que não é governada" e acho sempre estranho quando as pessoas nunca mas nunca discutem, é como se não progredissem!
Beijinhos grandes, bom fim-de-semana.

Rita C disse...

È mesmo assim Carla... e enquanto continuamos a ultrapassar as nossas dificuldades e discussões é sinal que ainda há amor e vale a pena lutar.

Beijos

Rita

carmo pinto disse...

nem mais lindo!
que assim dure e dure.....
jitos e bom fim de semana

Carla disse...

:)

um grande beijinho amiga... estiveste sempre lá quando eu estive mais em baixo... foste fundamental num desses momentos menos bons da minha familia... e estou aqui para qualquer coisa, até para ver estas lindas palavras... consegues sempre dizer a frase certa no momento certo...

um EXCELENTE fim de semana, cheio de mimos!!

Mamã Nocas disse...

Por momentos ao lêr a tua descrição, vi-me a mim em cada palavrinha escrita. Penso e vivo da mesma maneira.
Uma familia cheia de amor.
Eu acredito que existem muitas familias assim eu faço parte de uma. beijinhos e continua assim com essa benção maravilhosa...

Mamã Nocas

Tita disse...

Já te disse que admiro-te muito não disse??
Bjs enormes