quarta-feira, janeiro 12, 2011


Tudo começa com uma paixão que nos dá calafrios e borboletas na barriga, dizem que é quando estamos apaixonados.
Depois com o tempo e descendo à terra deparamo-nos com o amor, quando ele acontece e evolui da paixão para outro estádio mais calmo e sereno mas igualmente bom.
Precisamos daquela pessoa para falar, para desabafar, para sermos felizes, para ter um ombro amigo, para chorar, para rir.
Para brincar.
Para sermos cumplices, para sermos honestos no amor, para sermos leais.
Para ultrapassar obstáculos, para comemorar vitórias.
Isto é o amor.
Eu pergunto, mas é sempre assim?
E as discuções? E o que se diz quando nos salta a tampa?
E depois quando magoamos e somos magoados como fazemos para esquecer e seguir em frente?
E ao seguir em frente, as coisas serão as mesmas?
Existirá amor quando se discute e dizemos baboseiras?

...ando a ver filmes a mais...

6 comentários:

HOPE disse...

Carla, eu só conheço o amor assim, mesmo dizendo "baboseirs", mesmo magoando... No dia seguinte ele ainda está lá, apesar de tudo, não é?
Desconfio sempre de quem nos dá uma visão muito côr-de-rosa da sua vida a dois...

Em frente é o caminho!

Beijinho especial ;)

Tita disse...

Temos que aceitar as diferenças para poder amar em pleno :S
Um xi grande

Mãe Inês disse...

Querida CArla,
Nada é perfeito. E estes dissabores fazem parte.
ÀS vezes penso como tu, sobretudo agora ainda com as hormonas alteradas mas, visto de fora, acredito que faz parte e não se gosta menos por se dizer, às vezes, baboseiras.
Beijinhos!

Paula disse...

essas diferenças é que dão pica Carla ...pelo menos aqui

Luna disse...

Vida a dois, e como uma rosa tem flores e espinhos, se td fosse cor de rosa, não tinha piada nenhuma. pelo menos no meu ponto de vista.
força amiga, amanhã dia melhor
bjos
Luna

Leonor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.