terça-feira, fevereiro 15, 2011

Quando se tem um filho a ser vitima de bullying...e aparentemente apenas são feitas advertências aos agressores, o que farão os pais?
Pois, o pai cá de casa foi buscar o filho à escola e aproveitou para avisar o outro que nunca mais tocasse no nosso filho.
Claro que o outro como é má rez perguntou logo, - Porquê bates-me?
Os colegas assistiram.
Ontem foi avisado pela directora de turma.
A directora de turma ligou-me à tarde para me dizer que achava que estava resolvido e que o R. não voltava a meter-se com o meu filho. Mas que ainda assim hoje falaria hoje com os encarregados de educação.
Ontem chegado da escola, vinha com a cara junto do olho inchada...levou um murro do outro R. Eles são amigos e por isso o serviço deve ter sido encomendado, do genero eu nao posso bater mais mas bates tu...
Eu e o pai estamos angustiados.
Ele chorou e disse que nao queria mais ir para aquela escola/turma.
AInda ontem o pai foi ao conselho executivo falar com o director.
O pai disse-lhe - Pega num pau e raxa-lhe a cabeça.
Mas sabemos que o nosso filho nao é capaz, e que se fica e que não ataca e que é um bom menino.
E ele pergunta-nos porque é que estão a fazer isto com ele.
E eu juro que do proximo arranhão vou à policia fazer queixa dos dois repetentes que estão a estragar a turma e que aparentemente não têm medo de ninguém.
Hoje logo de manhã deixei-o na escola e falei com um professor que me confirmou que esses tais miudos são muito maus. E eu pergunto que raio de sistema é este?
Por mim juro-vos, se eu mandasse, os repetentes problematicos tinham aulas com militares...ja que os pais nao dão educação, eles haviam de a ter....
Estou desejosa que chegue o fim do dia para o irmos buscar....
Isto tudo apanhando o inicio do meu trabalho, a adaptação da minha pequenina ao colegio, e os outros dois que também precisam de atenção.O dia de ontem foi para esquecer. No meio disto tudo a pequenina está a adaptar-se bem!

12 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Que situação chato. Espero que resolvam o problema e bem rápido...

Luna disse...

Que situação amiga, tive situação parecida com a minha sobrinha, a escola mandou as agressoras uma semana para casa como castigo, depois pouco nada fez. A minha sobrinha foi ameaçada se abrisse a boca tornava a levar, foi perseguida por elas meses.
Espero no fundo essa situação se resolva mais rápido possível.
bjocas
Luna

Nós... disse...

Carla já pensaste em ir à casa desses miudos?! Sei lá, talvez falar com os pais, advertindo que se voltar a acontecer os filhos deles tambem serão punidos?!

Atenção estou a perguntar, mas juro que tenho alguma ignoranrcia no assunto, tendo em conta que dpois voces podem ter problemas certos?!
A questão é k se esses miudos "apanham" alguem como o teu menino que mostra medo... eles abusam!

De coração, espero que se resolva...

Beijinhos nossos

Helena Barreta disse...

Parece-me que neste tipo de situações protege-se de mais os agressores. Se os professores confirmam e sabem do que eles são capazes, têm que agir, esses pequenos deliquentes não vão lá com conversas.

E essa escola não é servida por polícias da Escola Segura? Faça queixa à polícia, talvez encontrem uma forma de acabar com o problema.

Espero que tudo se resolva pelo melhor.

Coragem.

Beijinhos

CS disse...

Era escusado...

Cada vez mais se conhecem casos assim e a sensação que dá é que efectivamente não há nada / ninguém que obrigue alguém a andar na linha.

CS disse...

Era escusado...

Cada vez mais se conhecem casos assim e a sensação que dá é que efectivamente não há nada / ninguém que obrigue alguém a andar na linha.

Maria disse...

Aconteceu o mesmo aqui por casa... mas como se passou na primaria a coisa resolveu-se com uma conversinha da minha parte... tenho bastante medo disso quando eles seguirem para o instituto no 5ºano...
Criamo-los para serem bons e generosos e como tal são presas faceis para um bando de fedelhos e fedelhas sem mão nem educação, é o que é!

Que tudo se resolva rapidamente... apoio, muito apoio ao vosso filhote!

akapink disse...

Força ao Duda, não sei como é que se pode lidar com essa situação... talvez falando com os pais dos agressores, se estes não estiverem para aí virados, pedir ajuda aos professores para intervirem.. juro que não sei!
beijinhos

Cindy disse...

Nem sei o que te dizer... é muito injusto os miúdos terem que passar por isto. Ainda falta tanto para o ano lectivo terminar... Não desistam até que a escola faça algo.
Um beijo no coração.

MakingMoney disse...

Vou falar-te por mim...
A minha filha no ano passado também foi vitima de bullyng, embora não na forma fisica, e eu fui falar com a directora de turma, e jurei a mim mesma que se o assunto não fosse resolvido no espaço máximo de uma semana iria falar com o director do colégio.
E digo-te que estava disposta a tirar a miúda da escola pois não admito... viesse cá a Comissão de proteção de menores e eu responderia que se a escola não consegue garantir segurança então eu não posso manter lá a miuda.
Felizmente não foi necessário, o assunto ficou resolvido no dia seguinte mas garanto-te que eu estava disposta a ir até as ultimas consequencias.
Um conselho, se a coisa não parar faz queixa judicial, faz queixa na comissão de menores, no ministerio, mas não cruzes os braços.
Falamos muito em deixar um plante melhor para os nossos filhos, mas esta na altura de pensar em deixar filhos melhores para o nosso planeta. Desconheço o autor.

MakingMoney disse...

Um conselho: a menos que tenhas grande confiança com os pais, não vás ter com eles, por vezes os pais são piores que os filhos, e os nossos filhos são, em 90% fruto da educação que lhes demos...

Kella disse...

É uma situação difícil. Sou professora e sei que muitas vezes os DT´s e mesmo os Conselhos Executivos ou demitem-se de responsabilidades ou não agem como deviam. Mesmo este ano tenho uma turma de delinquentes, miúdos horríveis que até com os pais ao lado insultam tudo e todos. Os pais não têm mão neles e, neste caso, uma denúncia à Polícia e à CPCJ é o melhor.
Espero que tudo se resolva.