sexta-feira, outubro 04, 2013

Ontem era dia de ir andar, eu e a minha vizinha. A Madalena, faz um teatro à volta da minha caminhada...todas as semanas. Já a levei uma vez no verão, mas agora, em horário escolar, nem pensar. Ja tive muitas conversas com ela sobre o assunto, ja expliquei e vou andar com a nossa vizinha, que a mãe também precisa de ter uma atividade (como se isto se pudesse considerar uma atividade), que ela tem que dormir e como saímos às 9 horas ela já está deitada...enfim...expliquei tudinho...mas todas as semanas há gritaria, ontem nem quis jantar. E os argumentos dela são: -E porque tu vais trabalhar o dia todo e eu tenho montes de saudades tuas e depois à noite vais andar e eu fico ainda com mais saudades tuas- e as lágrimas grossas a rolarem pela cara, e um soluçar sentido. - Madalena, a mãe sai quando vocês ja estão deitados, e temos todos os dias para estar as duas, porque é que estás a fazer isto com a mãe? - Porque tenho saudades tuas....e o soluçar continua. Deitámo-los. Saí. Cheguei uma hora depois, estava ao cimo da escada à minha espera. Então filha? Fiquei à tua espera! Abraçou-me. Sentei-a ao meu colo no sofá. Fui tomar banho ficou sentada a conversar comigo.Deitei-a.Mais um abracinho e mais um abracinho...Adoro-te mãe! E pronto, é isto!

Sem comentários: