segunda-feira, fevereiro 10, 2014

Custa-me a despedida. Ver os miudos a ficar mais quietos à medida que a hora de ir embora se aproxima. É quase sempre inevitável uma lágrima minha quando o meu pai me abraça antes de eu entrar no carro.Fico a vê-lo no retrovisor a ficar cada vez mais longe e mantenho o braço de fora até não ver.Coloco os oculos escuros - quer chova ou não - os miudos perguntam porque choras, mãe? - e eu também nao sei responder, não gosto de despedidas.

Sem comentários: