quinta-feira, outubro 30, 2014

Coisas de um filho adolescente # 2

(imagem da net) Ontem pediu-me para ir ver um treino de rugby. Deixámos. (No inicio do ano lectivo conversámos com ele sobre o Rugby e explicámos que no Natal se ele tivesse media de 14 poderia ir para o rugby, mas antes disso era prematuro porque as notas no ano passado tinham sido uma miseria e por isso íamos aguardar para ver com corriam as coisas este ano.) Perguntei a que horas penssava chegar a casa e ele disse que por volta das 19.30h estaria em casa.Muito bem, pensei eu, ele até está a ter boas notas vamos ver se assim continua, a além disso ía assistir a um treino! Eram 19.35h. ligou estava atrasado, mas estava quase a chegar... Chegou eram quase 8h. Completamente encharcado em suor e com o equipamento vestido... Perguntámos porque vinha assim (não fossemos nós nao saber!) E ele respondeu que treinou para experimentar. Claro que isto deu como resultado uma conversa e o devido raspanete e por agora fica sem sequer assistir aos treinos... Nao é só o adolescente que sabe contornar...nos também sabemos! (Eu sei que há coisas muito mais graves e importantes, mas ontem fiquei tão triste com ele que acabei a chorar...é uma questão de atitude...)

1 comentário:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Carlitamiga

Deixa lá o rapaz jogar; é preferível que o faça do que andar na passa. E nada de choradeiras senão ainda gastas os lenços... de papel.

Continuo à espera que reproduzas a capa do meu novo livro; o lançamento ainda não está marcado porque não se arranja local onde caiba muita gente. Saberás tu?

Qjs & abçs
para todos...