terça-feira, agosto 11, 2015

Aos 20 anos dizia o que pensava sem muitos filtros...dizia e pronto.
Agora aos 40 vou tendo filtros mas ainda assim gosto de ser leal e fiel a mim mesma, de modo que continuo a gostar de dizer o que penso, mas agora tenho filtro, avalio a situação. pondero se vale a pena - às vezes as minhas opiniões chocam um bocadinho - e por isso regra geral vou pesando na balança se vale ou não a pena verbalizar.
Hoje logo pela manhã fiz um telefonema. Ouvi um comentário e reagi.Sem filtro. Não correu bem. Quem me ouviu não gostou, e eu até lamento que não tivesse gostado, mas há tanta coisa que eu também não gosto!

3 comentários:

Mãe Nocas disse...

Pois muitas pessoas pensam que podem dizer aquilo que querem, mas depois não gostam de ouvir o troco. Com a idade tb tenho vindo a melhorar, já me calei muito e depois ficava a remoer. Agora respondo sempre com algum filtro dou as minhas respostas que por vezez tb fico a remoer, enfim. Por vezes tb não sei se faço bem ou mal.
É o que sai no momento....

Algures no Oeste disse...

Eu sempre me contive muito mas com o passar dos anos, deixei de ser tão contida... Parece que só agora consigo dizer o que realmente penso e acho...
:O
Beijinhos...

Portuguesinha disse...

Eu sempre tive filtros mesmo sendo muito sincera. Acho que sempre os vou ter mas penso que vai acontecer-me o contrário: com a idade vou ficando com mais vontade de mandar os filtros às urtigas. De dizer coisas que podem ser mal interpretadas mas, como não lhes coloquei maldade alguma na intenção de as dizer, digo-as à mesma. A maldade é como a beleza: está nos olhos de quem olha. E adivinha lá: a maioria vê maldade onde esta não existe.

Não é à toa que dizem que quando se chega a velho parece-se uma criança e se diz o que se quer. Ainda não cheguei lá mas penso que entendo.